sábado, 20 de abril de 2013

PORTUGAL - LISBOA - PARTE I

Olá pessoal! 
Hoje acordei com uma preguicinha da boa, aquela que nao dá vontade de sair da cama. Aqui faz um frio danado, aquele que quando saímos parecemos que vamos congelar no meio da rua.

Mas hoje também acordei com uma vontade danada de escrever sobre a viagem que fizemos à Portugal em agosto do ano passado, que nao tem quem me tire da frente do computador. Errado, tenho duas pessoainhas que com certeza vao me impedir de contar toda história, mas prometo que voltarei e esse post há de sair :o)

A história de ir à Portugal é antiga, eu e o marido sempre tivemos vontade de ir, mas por forças maiores nunca conseguimos fazer uma viagem desde que me mudei pra Espanha. E um dia, conversando com os titios e sabendo que eles fariam uma viagem por alguns países da Europa e que um deles seria Portugal, nao duvidamos. 

Pensamos "é agora ou nunca (rs)", a animaçao foi imediata, ebaaaa vamos viajar!!! Vamos nos divertir!!! Finalmente vamos respirar outro ar! Eba, eba, eba!!!
Até que nos lembramos que Clara era totalmente dependente do leite materno e Laura ainda estava em transiçao entre o purê e a comida sólida e ainda com o incoveniente que quase sempre fica nauseada e vomita. A sacolinha sempre nos acompanha, mesmo nao dando tempo de usá-la :o) Enfim... 
Comecei a ficar preocupada e quase desisti.

Pensem comigo, era uma viagem de 6 horas de carro, com duas crianças pequenas, dois carrinhos, duas malas, 1 banheira de viagem já inflada (para ganhar tempo) e 5 dias divididos entre Lisboa e Porto. Ou seja, seria duas viagens em uma viagem (complicado né, rs). É que a distancia entre Lisboa e Porto eram de 3-4horas mais ou menos.

Mesmo com vários incovenientes, resolvemos nos aventurar pelas terras portuguesas. 
Vem comigo?
Bora!

Olha nós aí no carro! Fazia um dia lindo, saímos às 4 da manha para que as meninas estivessem dormindo e foi perfeito. Acordaram faltando 1h e meia para chegar em Lisboa.


A viagem foi mais tranquila do que eu pensava, mas confesso que estava tensa, nao relaxei, ficava de olho nas meninas o tempo todo e me deu peninha de ve-las dormindo na cadeirinha do carro. 

A chegada no Hotel foi um pouco tumultuada, era um Hotel pequeno e a garagem menor ainda. Outro detalhe importante para quem viaja com carro grande. A pergunta é: vai caber na garagem? 
Na hora de descarregar toda a tralha uma preguiça e uma risada nervosa, uma piada e uma risada já descontraída. Desce uma criança, agora a outra, agora os carrinhos, e agora as malas...Tá tudo certo? Nao falta nada? Entao vamos.

Deixamos todas as tralhas no Hotel, trocamos as meninas, amamentei a Clara e partimos.

Resolvemos ir ao Centro de Lisboa de metro, pagamos 5 euros no bilhete e ele tinha validade de 24 horas. Foi divertido, nos dividimos para cuidar das meninas e estava saindo tudo perfeito. Nenhuma queixa, ninguém chorando, que alegria!

Primeira parada, centro. 


Os elétricos, mais um cartao postal da cidade de Lisboa. Custa barato dar uma volta (2 euros), infelizmente nao foi possível com os dois carrinhos de passeio, mas quem estiver sem bagagem, vale muito a pena. 

Também é verdade que nao posso reclamar, as meninas se comportaram super bem, é só abastecer o carrinho com água, fruta e na urgencia salgadinho (rs) e tudo fica controlado. O segredo de uma viagem com criança é parar com qualquer sinal de cansaço, senao nao rende. Melhor aceitar o fato de quem manda nos passeios sao elas :O)

 
Praça do Comércio

 

Vista da Ponte 25 de abril

Da tempo até pra namorar um pouquinho quando tem irmao e cunhada ajudando rs


Há quem diz que seja brega, cafona, coisa de pobre, mas em Portugal e com essa arquitetura e azulejo vestindo as paredes da cidade, vale tudo.

Minha loja preferida, colorida por fora e por dentro. Fica numa ladeira cheia de lojinhas para turistas. Jesus amado nao queria mais voltar, passaria dias namorando cada lojinha.




Pura aventura com as meninas. As ruas de Portugal definitivamente nao foram feitas para andar com carrinho de bebe, a nao ser que sejam muito resistentes, tipo 4x4. Foi sofrido subir tantas ruas de pedra com as meninas, vale a pena ir parando, pois a paisagem compensa o esforço. Tivemos que parar vááárias vezes (rs) Jesus que estresse, agora entendo porque muita gente opta em ter babá. Nessas horas, juro que eu gostaria de ter uma ou duas :o)

  Fado

Esse post demorou 8 meses pra ficar pronto (rs), eu deveria ter vergonha. Aliás, agora que contei os meses, to morrendo de vergonha, mas acho que nao poderia ficar sem dividir esta viagem com vocês. Ah! Tem a segunda parte ainda, com pensamento positivo o post pode sair no final desse ano ou no máximo antes da copa.

Um comentário:

Jairo Cesar Gonçalves disse...

Amamos o post, como sempre suas histórias interessantes e engraçadas! Realmente foi uma aventura, e as meninas se comportaram muito bem! Topa mais uma? Bora?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...