terça-feira, 20 de dezembro de 2011

ANIVERSÁRIO LAURA PARTE II

A parte I começou na Espanha :o)

Agora vocês vão entender o porquê do sumiço? A mãe despenteada resolveu botar a mão na massa e descobrir que tem o seu lado artístico também. Foram horas de muito trabalho e dedicação e faria tudo novamente.
Eu nunca quis nada grande, mesmo porque o grande não entrava nos nossos orçamentos (rs). Então, fui apertando e readaptando cada detalhe e acho que saiu do jeitinho que eu queria. O marido foi o meu braço direito e o meu total apoio, até mesmo quando eu queria desistir...
O tema não foi difícil, a princípio era só Joaninha e no final virou um jardim :o) perdi um pouco o foco, mais acho que ficou bem legal.

Cartão de agradecimento
O desenho personalizado foi feito pela artista Silvia Gandara, uma querida que fez tudo com o maior carinho. E o tigre na maozinha é seu companheiro de todos os dias na hora de dormir.

Mesa do Bolo

O Bolo
Escolhi o meu preferido :o)
Pão de ló, recheio de creme gelado com abacaxi e cocado, cobertura de marshmallow, coco ralado e cerejas. A doceria se chama Sodiê Doces e tudo é de chupar os dedos.

A velinha foi um achado, eu estava procurando uma vela com o número 1 e quando vi essa velinha de cogumelo, achei o máximo!
´
Os docinhos, os meus preferidos também!
Nunca pensei que existisse tanto material para preparar festa de aniversário! Tudo feito à mão e com ajuda de furadores especiais encontrados na 25 de março. O preço não é tão barato, mais vale muito a pena ter sempre algum em casa. Isso pra quem gosta de colocar a mão na massa como eu :o)
O furador mais barato pode custar 21 reais e o mais caro 75 reais, vai depender do também e do desenho. As borboletas e a joaninhas são cortadas a mão mesmo e contando com uma super ajuda da coordenação (rs).
Minha Joaninha gigante! Acreditem se quiser, mais trouxe na mala (rs)
O cogumelo gigante também veio na mala!

Minhas monstrengas! Flores de tecido e abelhas de feltro, amei fazer :o)
Ficou de lembrancinha para as mamães e para as futuras mamis!

Soprar a velinha outra vez e agora com a família brasileira foi mais que especial pra mim. Desejo toda felicidade do mundo pra você filha e que Deus esteja sempre com você, te guardando todos os dias da sua vida!
Obrigada marido, obrigada família, obrigada amigas ... sem vocês seria impossível!
Assinado: mãe mais feliz do mundo



13 MESES E 5 DENTES

Filha! Os 13 meses no avião não foi nada legal,né!
Horas de desconforto no avião e a mamãe esqueceu de comemorar :o(
Bom, mais só de reencontrar a família brasileira já foi uma baita comemoraçao, não acham?!

O 5º dente foi encontrado pela tia Jaque no dia 20 de novembro e com certeza foi comemorado com muitos beijinhos e muita bagunça.
Aliás, bagunça é o que não faltou aqui todos esses dias, tenho tido dificuldade em colocar a pequena para dormir, tamanha agitaçao. "Depois eu paro para discutir educaçao e rotina". Cheguei a conclusão que minha família merecia curtir cada momento com ela e estragar esses momentos não estava no roteiro.
Óbvio que dei meus chiliques quando via certas coisas...até fui chamada de chata pela vovó. E quando falam que vovó mima...tenho que concordar. Elas querem mudar e inventar rotinas e a mamãe aqui bateu o pé, fui chata váárias vezes :o)
Bem, também não quero julgar...vocês conhecem aquela velha frase "Quando você for mãe...", pois é, num futuro eu posso encontrar com a outra frase "...quando você for avó...", então que mimem, mais com limites vovós!
E viva ao 5º dentinho minha gente!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

CARTA PARA MINHA SEGUNDINHA


Minha segundinha têm nome e pra quem ainda nao sabe é a CLARA que tá vindo aí pra alegrar ainda mais nossa vida. A mamãe têm ficado sem tempo, por isso não tenho falado de você filha. Espero que um dia você leia tudo o que eu escrevo e saiba que é muito amada.

Já têm um tempo que eu te sinto e cada vez que acontece o olho da mamãe brilha de emoção. É tão gostoso te sentir, saber que você está dentro de mim...

Escolhemos o seu nome Clara, porque além de prático ele têm um significado bem bonito. Significa: brilhante e ilustre e se depender da mamãe e do papai sua vida será assim.

Ah! Sabe quem te ama muito filha? A sua irmanzinha Laura! É ... cada vez que ela se aproxima da barriga da mamãe ela dá um abraço bem forte e pergunta se é a Clara. Ainda não sabemos se ela acha que a minha barriga se chama Clara (que é muito possível) ou todo esse carinho é porque ela já sente sua presença na vida dela.

Não vejo a hora de te abraçar minha filha, nós te amamos muito Clara e estamos aqui ansiosos te esperando!
Mamãe, papai e Laura

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O AVIÃO, A BARRIGA E A LAURA

A viagem....
Tô aqui pensando como eu poderia explicar...
Vou resumir, foi  "E S T R E S S A N T E"

Eu já imaginava que nao seria fácil viajar grávida e acompanhada da Laura e numa dura viagem de 12 horas com conexao.
Tivemos atraso tanto no primeiro vôo como no segundo (olha que maravilha!) e nem preciso falar que estava com uma gripe daquelas há 1 semana e só fui piorando. Estava na fase da tosse do cachorro louco e não teve mel, nem reza e nem santo que resolvesse. Sem contar o fator emocional que estava extremamente abalado por deixar o maridão e acabei chorando baldes de lágrimas na despedida.

Bom, o primeiro vôo beleza! Beleza uma ova, o bendito avião era pequeno e super apertado e mal podia me mexer com a Laura no colo. Com o atraso do avião atrasei também o jantar da Laura e ela não estava curtindo nada. Queria descer do colo, queria subir e assim 1 milhão de vezes...até que lembrei que tinha uns palitinhos de pão que são sempre a minha salvação e pude enganá-la por um tempo. Eu disse por um tempo, pois é...porque os palitos acabaram e a janta só sairia depois que eu atravessasse todo o aeroporto de Madrid.

Finalmente uma parada, um jantar e uma troca de fralda...criança já caindo de sono e horário de embarque que nao chega. Chegou! Uhuuu...primeiro crianças e deficientes e maezona aqui toda feliz porque ia poder entrar logo no avião. Entrar!!! Nos deixaram esperando 30 minutos na entrada do avião e Laura já estava a ponto de fazer aquele escândalo e eu aqui torcendo pra alguém sobrar um lugar no aviao e evitar um escândalo de verdade.
O chato foi que esse segundo vôo com o segundo atraso, tive que esperar 40 minutos com ela no meu colo e com cinto de segurança. e pra quem conhece criança quando está com sono, foi quase impossível segurar a ferinha e antes mesmo de autorizarem a retirada do cinto eu a deitei e o sono foi instantâneo. Nessa hora eu já estava tomada pelo cansaço e desejei muito morar perto da família. O pior foi admirar as caras de negaçao enquanto Laura chorava de sono e nessa hora desejei que todos tivessem dor de barriga (rs). Ô gente ignorante!
Acho que contei pra vocês que estava acompanhada de um colega e que estava super disposta em me ajudar. Assim que entramos no aviao ele ficou de ver se sobrava um lugarzinho pra fazer uma troca básica e pra nossa felicidade sobrou, mais nao do nosso lado e entao contamos com a sorte... a sorte era um cara que estava do nosso lado (rs) e que teve a boa vontade de trocar deixando o lugar livre pra Laura dormir. Se bem que quem ajudou o cara foi a gente, porque se ele nao trocasse sua noite seria um verdadeiro inferno. Enfim, ela dormiu 8 horas e acordou super de bom humor e aguentou mais 2 horas e meia de vôo sem dar trabalho, uma linda mesmo.

Chegada ao Brasil...um aeroporto, uma fila quilométrica (graças a Deus nao tive que pegar) e uma mãe esgotada.
Ah! E cadê aquela ajuda às mães com crianças de colo e grávidas? Acreditem se quiser, mais eu nao tive ajuda nenhuma e olha que pedi ajuda à várias pessoas do aerporto e ninguém quis me ajudar, e no final fui empurrando tudo sozinha, ou seja,  uma mão o carrinho com a Laura e com a outra o carrinho com duas malas e uma cadeirinha de carro... ainda bem que ainda existem pessoas caridosas no mundo e uma delas passou por ali, era uma funcionária da limpeza que mesmo com as duas mãos ocupadas não pensou duas vezes em me ajudar. Ô mundindo!

Agora falando agora em coisa boa...
Ô  delícia ser recebida com tanto carinho e amor pela família! :o)
Pois é pessoal, agora tô aqui curtindo e logo logo vou contar tudo sobre a nossa passagem por aqui.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

A MAE QUE RESOLVEU DESPARCHWORKEAR

Vocês lembram que a mamae aqui começou um curso de pachwork? Para quem nao lembra, clique aqui!
Pois é, já desisti!
Nao que eu desista rápido das coisas, mais preciso de muitos estímulos para seguir com uma. No começo a professora parecia disposta em fugir um pouco do habitual e ensinar o que realmente gosto, mais nao teve jeito, nao tinha interesse algum, ela passava a maior parte do tempo contando histórias da vizinha.
Até que estava sendo divertido medir, cortar, costurar...mas cheguei a conclusao que o meu negócio é outro. Tenho tanta coisa bacana que eu fiz para postar, vamos ver se eu consigo terminar e logo coloco fotos.

Tenho muita vontade de fazer algum curso aqui em Sao Paulo, porque criatividade aqui nao falta e tô doidinha para aprender.

domingo, 13 de novembro de 2011

RUMO AO BRASIL

Hoje estamos embarcando para o Brasil, vai ser uma aventura ... uma grávida, uma barriga e uma anjinha de 13 meses. Consegui uma companhia pra me dar uma maozinha caso a Laura nao durma bem.
Esta nao é a primeira vez que viajamos juntas, em fevereiro desse ano tivemos nossa primeira aventura e foi uma maravilha, ela tinha apenas 3 meses e meio e dormiu toda viagem de ida, já a volta nao quis saber muito de dormir e preferiu curtir a viagem à sua maneira, um pouco revoltada por deixar a família brasileira :o) O bom é que eu tinha um super reforço, porque junto comigo estava toda a espanholada, avós, tios e papai. Ajuda de sobra!

Estou contente e ao mesmo tempo triste, nao sei explicar exatamente...um dos motivos é que o meu marido nao pode me acompanhar dessa vez e deixà-lo por 1 mês está sendo bem difícil.
Ele é um super pai e está numa fase de super apaixonado e sei que vai sofrer muito, mais também deixar minha familia sem a Laura é também bem difícil, na realidade eles sao obrigados a conviver com a distância dia-a-dia. Hunf! Que droga :0/

Agora chega de baixo-astral e vamos curtir quem a gente ama e aproveitar cada segundo!
Familia aí vamos nós!!! Marido, te amamos, se cuida!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

CAFETERIA INFANTIL

Aqui na cidade onde vivo (Oviedo), estamos recheados de restaurantes e cafeterias, mas nunca havia visto nada dedicado às crianças. Nao existe buffet infantil e nos edifícios também nao existe salao de festas.
Agora vocês podem me dizer como sobrevivem sem tudo isso? amo festinha, reuniao familiar, churrasco de fim de semana, etc :o))

A tradiçao aqui nao está em comemorar aniversários, e sim em comemorar batizados e primeira comunhao. Outra coisa diferente é que as creches ou escolhinhas, que sao chamadas aqui de guarderia, servem também para festas infantis (nem todas). Normalmente para crianças maiores de 1 ano, assim podem disfrutar com os brinquedos.

Sempre me perco nos meus pensamentos pessoal, vamos ao tema (rs).

Aqui pertinho de casa abriu uma cafeteria infantil, dedicada exclusivamente aos nossos filhotes. Tem uma zona que se situa a brinquedoteca, outra parte com mesas tamanho miniatura para tomar que eles possam tomar o café da manha ou a merenda da tarde e outra zona para os pais. A única exigência da caferia é que os pais sejam responsáveis por seus filhos. Têm também oficinas para as crianças, como teatro de fantoche, pintura e outras coisas e para os pais palestras educativas.
Laura já foi 3 vezes e espero que dê muito certo, porque a idéia é boa e se o local fosse meu faria váaaaaaarias modificaçoes :o))) Começando pelo espaço, que é muito pequeno e mal podemos nos mexer, mais tá ótimo, pelo menos podemos tomar um cafezinho com mais tranquilidade e sem estresse.

Se às pessoas aqui nao fossem tao fechadas às novidades, poderia ser algo promissor no futuro...um buffet infantil ou organizaçao de festas infantis. Quem sabe um dia...
Enquanto isso tomamos um cafezinho, quem topa?



Vou ficar devendo fotos em outro ângulo...faltou a zona dos pais!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

CUIDADO COM O COCÔ

Estou numa situaçao complicadíssima minha gente.
Há umas semanas atrás, quando Laura deu o ar da graça pela casa e descobriu que podia tirar do lugar várias coisas, ou mesmo se machucar em alguma delas, começamos a explicar que era nao podia mexer porque era CACA. Entao, imaginem a quantidade de vezes ao dia que a mamae e o papai teve e continua dizendo "Aí nao filha, é caca!"

Bom, ela entendeu bem o recado e dias mais tarde já estava com a palavrinha na boca e antes mesmo de aproximar-se do objetivo, a bonita diz "C.O.C.Ô?".
O drama é que agora é que ela troca a caca pelo cocô e acho que está um pouco confusa...deve passar pela sua cabeça que a casa da mamae é um grande cocô, já que quase tudo ela nao pode pegar (rs). Até mesmo a bolsa da vovó virou cocô, porque ela aponta e diz bem alto e pausado C.O.C.Ô? E  agora eu tenho trabalho dobrado, porque preciso explicar que nao é cocô e o porquê que ela nao pode se aproximar.

E eu só pude entender o que está acontecendo na cabecinha dela, quando ela passou o dia com os tios e quando fomos buscá-la, a primeira coisa que nos disseram foi "Vocês precisam ensinar outra palavrinha pra ela, porque passou o dia falando cocô e nao sabemos porque". 
Entao explicamos o que significava e que o jeito era explicar o porquê das coisas e porque certas coisas sao proibidas, mais acho que a cagada já está feita (rs).

Descobri também que da mesma maneira que eles aprendem alguma coisa todos os dias, nós também aprendemos e com a vantagem de podermos identificar algum erro ou acerto e poder mudar a estratégia. Sei também que nem sempre vou perceber que alguma está errada, só espero que nao seja nada muito grave que possa repercurtir na sua educaçao no dia de amanha. Ou seja, que o cocozinho agora, nao vire um cocozao no futuro! :o)



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

TÔ ANDANDO MAMAE

Meu Deus, quando Laura nasceu cansei de ouvir que era pra aproveitar cada segundo do meu anjinho, porque eles crescem muito rápido. Na época lembro que sempre concordava com a cabeça e dizia que sim, mesmo porque eu nao podia falar o contrário, era tudo novo.

Acho que tudo aconteceu na época certa, nem antes nem depois. Acho que é importante respeitar o tempo de cada criança e como dizem por aí, cada criança é um mundo e eu concordo plenamente. O importante é nao deixar de estimular e disso eu nao abro mao, sempre arrumo um tempo pra brincar e bagunçar com ela.

Enfim, vamos ao que interessa ... Laura antes de completar 1 aninho, já tentava dar seus primeiros passos, começou bem devagar e sem perceber. Era muito engraçado de ver, porque dava 2 passinhos e quando percebia que estava sozinha, se sentava. Mal sabia que estava tao perto de conseguir o que queria.
Começou a andar sem mais no dia 24 de outubro e estava tao feliz por sua independência, que nao queria fazer outra coisa a nao ser andar. Hoje anda de um lado pra outro e cada dia melhor.  Nem preciso falar que mamae e papai continuam babando né? Só agora nos damos conta que o tempo passa rápido e quando esperamos eles já estao crescidos e cada vez mais independentes. Lei de vida :O)

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

PORQUE O TEMPO NAO PÁRA?

Sinto tanta coisa dentro de mim e uma das minhas principais inquietudes é que tenho tido pouco tempo pra curtir a gravidez.
"Aviso importante às mamaes de segunda viagem!!! A coisa muda viu :o) "

Na primeira todo mundo curtia e eu era super paparicada, todas as atençoes pra eram minhas e quando Laura nasceu tudo mudou.
Agora as atençoes continuam sendo da Laura  (nao sou ciumenta), longe de mim ter ciúmes da minha riqueza, mais é estranho passar desapercebida por algumas pessoas. Também nao perco tempo questionando, sei que de alguma forma é normal e cada um curte a sua maneira. Se até eu mudei!
Estou levando numa boa a gravidez, sem neuras e sem Dr. Google (rs). Dessa vez preferi nem ler algumas coisas que colocam na net, achei melhor preservar a minha sanidade mental, afinal de contas serao duas o ano que vem e quero estar bem.

Agora um pedido ao Universo...
Sr. Universo, dá uma paradinha no tempo pra eu dar um curtida no me sobra de gravidez? Tudo bem quue  que mais quero é ter minha filhota nos braços, linda e perfeita, mais ainda quero curtir bastantao ela dentro de mim e depois o Sr. pode voltar ao normal. Obrigada :o)

Isso é desespero minha gente, afinal de contas é a última gravidez...e já perdi muita coisa boa, tudo bem que tenho vivido muita coisa boa também, por exemplo: correr atrás da Laura, preparar a segunda festinha de aniversário, mas nao posso permitir chegar ao final da gravidez sem ter paparicado minha barriga, a última barriga de grávida. Ai que tristezaa :o/

UI QUE SAUDADE!

Gentemmm, nunca pensei que sentiria tanta falta de escrever no blog! Pois é, eu sinto muita falta, e nao somente de escrever, sinto falta de ler, me informar, manter-me atualizada no mundo mae e em outros mundos por aí.
O problema é que fiquei sem computador e estou com um substituto que nao é lá essas coisas, mais nao posso reclamar muito, vai que ele pifa também (rs).

Espero colocar todas as nossas infinitas histórias em dia e conseguir ficar em dia com todas as queridas que sigo.
Beijo beijo

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

1 ANO E 4 DENTES

Oi meninas! Nao é que chegou o grande dia!

E há exatamente 1 ano atrás a esta hora eu já estava com Laura nos braços. Chegou tao pequenininha, tao indefesa, tao minha...

Foi um ano de aprendizado, um ano de muita alegria e histórias. Eu poderia passar um dia, uma semana, 1 mês contando nossas aventuras e viveria tudo novamente se fosse necessário.
Hoje foi uma correria danada, mais deu tempo de fazer uma reflexao e vi que nao fui uma mae exemplar (...) - Nem sempre consegui trocar a fralda nas horas certas, o cansaço era tao grande que dormi algumas vezes;
- O meu leite acabou meu leite em menos de 3 meses;
- A papinha de fruta e a salgada nem sempre consegui variar;
- Também tive dificuldade de colocar algumas rotinas na hora de dormir;
- Exagerei nos passeios e nem sempre consegui cumprir horários;
Mais mesmo com tantos defeitos, a mamae te ama e prometo melhorar filha ...

Eu deixo essa cartinha e espero que um dia voce possa ler filha, porque você é minha vida, minha fonte de inspiraçao, o meu forte e o meu ponto fraco também. Amo voce com toda minha alma e desejo tudo de melhor e mais bonito nessa vida. Deus te abençoe e te muita saúde e que celebrar o seu aniversário, seja sempre essa delícia de dia. Familia reunida, mamae, papai e vovós paternos, só faltou a família brasileira pra completar a bagunça!

Painel feito pela mamae

Olha os beijinhos com formato de ursinho :o) Mamae que fez também!

Pirulitos de feltro! Deu um pouco de trabalho mais saiu :o)

                             Presente da vovó e da bisavó do Brasil                            

Presente dos vovós da España

                                                                Sobrou pra mamae :o)

Hummm, que delícia e que sujeira!
Fim de festa!
Foi uma delícia a correria e uma delícia preparar cada detalhe! Foi uma mini festa, a nossa festa, a primeira de muitas e será recordada com muito carinho!
Beijinhooo


terça-feira, 11 de outubro de 2011

ERA UMA VEZ...

Era uma vez ... uma papinha tao nutritiva, tao nutritiva, que a bebê nao queria comer.
A mamae da bebê nao desistia, seguia tentando ... e nao exitou em pedir ajuda. Conversou com amigos e parentes.
Um certo dia, quando ela já estava desanimada de tanto tentar, foi na casa da vovó para aprender e entao, um belo dia a mamae acordou muito feliz e animada para preparar a comida e para sua surpresa sua filhinha comeu tudo tudinho e todos viveram felizes para sempre!

Essa é minha história, a história de uma mamae inexperiente, que achava que seria super simples a introduçao da papinha e que seria "sopa" :o)
Acho que esta fase foi mais difícil para mim do que pra ela, pois enquanto a mamae chorava, ela comia a papinha da vovó, que cá entre nós "é de chupar os dedos".

Sou um pouco orgulhosa e confesso que fiquei com uma "invejinha" da sogrita e no começo nao queria pedir ajuda, mas acima de qualquer orgulho está o bem-estar da minha filha e aprendi duas liçoes, a do orgulho e a de como preparar uma papinha comível :o)
Hoje ela come bem, toc toc toc ... e espero que continue assim! Claro que nem sempre come tudo ou de tudo. O importante é ter paciência de elefante e nao desistir nunca.
Ah! Aceito novas receitas para o primeiro ano de vida! :O)))

Essa é a louca e deliciosa maternidade!


domingo, 9 de outubro de 2011

CULTURAL OU QUESTAO DE EDUCAÇAO

Eu há algum tempo estou passando por momentos difíceis aqui na España. Vivo numa cidade de aproximadamente 200 mil habitantes. Gosto muito de viver aqui, temos boa educação para nossos filhos, boa saúde, bom transporte, mais infelizmente um tremendo desemprego, devido uma crise que se instalou há mais de 2 anos.

Quando cheguei fiz amizade com uma brasileira, uma querida e com um coração do tamanho do mundo. Era minha companheira, minha amiga e devido a crise teve que voltar para o Brasil. Desde então, estou um pouco perdida, sem ninguém para conversar. Algumas pessoas podem até me questionar? E o seu marido? Pois é, acho que compartimos muitas coisas juntos, muitas conversas, projetos de vida e eu só posso dizer que ele é o me apoio, meu companheiro, minha vida. Mas sinto falta das minhas amigas, das conversas, dos momentos que falávamos bobeira, que ríamos à toa, saudades das vezes que chorei e que choraram no meu ombro...e aqui não é assim.

No começo as pessoas se aproximavam de mim com um único intuito "saber da minha vida", logo percebi e entao resolvi me afastar e seguir meu caminho. Tive uma gravidez cheia de tropeços e poucos me apoiaram e me vi muito sozinha. Minha sogra sempre dizia "às pessoas aqui são assim", somos diferentes dos brasileiros. Estou cheia da tal "cultura", da bendita frase "aqui é assim ou é assado", "não fazemos assim fazemos assado" e eu tenho que engolir tudo. Será que fazer uma ligação e perguntar se está tudo bem também é questão de cultura? Será normal numa cidade tão pequena encontrar com familiares somente no dia das mães ou confraternização de final de ano? Será normal passar 2 meses sem ver meus cunhados (por parte do marido) e escutar a famosa frase "Quanto tempo! correria danada" e vivemos a 3-4 quilômetros de distância?

Estou decepcionada com as pessoas e isso influi radicalmente na minha vida. Estou melhor, mais sempre me questiono. Cultural? ou educação?
Estou em uma luta constante em mudar meu comportamento, de não esperar muito das pessoas, de ser mais firme e cheguei à conclusão que fui educada assim. Minha mãe é assim, eu sou assim e espero que minhas filhas sejam melhores do que eu.
É isso, acho que muitos hoje em dia só tem tempo para olhar para seu próprio umbigo e não estão preocupados com ninguém. Só enxergam aquilo que lhes interessa, e que lhes trazem algum tipo de benefício. O pior é ouvir dessas pessoas o valor da família e da amizade e sinceramente gostaria de ver cada uma dessas pessoas no meu lugar.
É isso!Desabafei, tô melhor! :o)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A MAE RESOLVEU PATCHWORKEAR

A história do patchwork na minha vida, começou há anos atrás, quando fiz uma aula de 2 horas e percebi que dou pra coisa, adoro trabalhos manuais. Por certo, eu já fazia alguns trabalhos de ponto-cruz, coisas simples, como bordar nome, fazer desenhos e etc. Gosto de coisas rápidas, sou das que querem ver o resultado já e por isso nao gosto de coisas complicadas.

Flores patchwork

Colares Patchwork

Ponto-cruz
Ontem teve início minha primeira aula de patchwork e por incrível que pareça foi super descontraído. A duraçao da aula é de 2 horas e por enquanto somos 3. O material nao saiu nada barato, por isso espero aproveitar cada minuto e conseguir fazer a liçao de casa, afinal de contas tenho uma semana. Ou será pouco tempo pra quem tem uma bebezoca que só quer saber de fazer arte? Cenas dos próximos capítulos :o)

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

A PRIMEIRA FEBRE


Puxa! Outro dia eu estava super mega feliz, contando para os quatro ventos que a Laurinha nunca tinha tido uma febre, nao sofreu com cólicas quando bebê, um resfriadinho sim pegou no verao, mais coisa de dois dias, mais nada comparado com uma febre de deixar minha princesinha sem forças para brincar.

Antes de ontem notei que ela queria colo e nao desgrudava nenhum minuto. Pensei: ué! proque será esse dengo todo? Fui pra cozinhar preparar a comida e quando  voltei Laura estava de bumbum pra cima e cabeça apoiada no chao, DORMINDO!

Pensei outra vez: ultimamente ando pensando muito...vou buscar o termômetro e ver se Laurinha tem febre e nada. O termômetro marcava 36.5. Ufa! Nao é febre :o)
Bom, a levei para cama, dormiu a noite inteira e pela manha...ah, pela manha...o termômetro já marcava 38. Eis aí a primeira febre! Fiquei super chateada, ela estava super caidinha. Me cortou o coraçao!

E como mae enfermeira só pensa bobeira, comecei a pensar em 1 milhao de diagnósticos e fui logo dando banho, verificando a temperatura a cada meia hora (rs), ligando para pediatra, etc
Resumindo consulta no pediatra: garganta inflamada e dentinho que está para sair! Graças a Deus nada sério e Laurinha já está pronta para aprontar novamente.
Ah! E hoje de manha apareceu mais um dentinho, ehhhhh!

DESCANSO TOTAL

Olá meninas! Estava sentindo falta de escrever no blog, mais foram tantos os dias de campanha para o concurso mamae blogueira, que eu fiquei sem forças, completamente esgotada. E acho que a Laura merecia a mamae em tempo integral ou quase integral :o)

Pois é, se aproxima o aniversário dela e eu nao queria deixar passar em branco e para isso, a mamae nao tem parado de pesquisar e fazer contas $$. Encontrei coisas lindas na net e outras nao tao lindas, mais com preços absurdos, fora da realidade. Juro que se eu fosse munida do dom da criatividade, trabalharia com decoraçao infantil.

Bom, a conversa sobre o aniversário da Laura vai longe, digno de muitos posts e conversas. A novidade do dia é que me inscrevi para um curso de patchwork. Sim, começo a próxima semana :o)


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

GANHAMOS O CONCURSO EHHH!

Simmmm! Ganhamos o Concurso Mamae Blogueira :o)))

Francine! Muito Obrigada :o)

A felicidade nao cabe dentro do peito e eu dedico à vocês amigos e familiares a alegria que estou sentindo e mal posso esperar o momento de mostrar o nosso prêmio. Prêmio que será guardado e lembrado com muito carinho.

A mamae fez tudo isso por vocês LAURA E CLARA!
Agradeço a Deus pela bonequinha que carrego dentro de mim e que tenho certeza que nos trará muita alegria. Que venha com muita saúde filha :o)

domingo, 18 de setembro de 2011

BEBEZICO E MUDANÇAS

Hoje completei 16 semanas de gravidez e está sendo uma delícia :o)
Nenhum enjôo! Sim, porque na gravidez anterior...os primeiros 3 meses nao foram dos dez mais, eu só comecei a curtir a gravidez a partir do quarto mês.

Já me sinto grávida de verdade, a barriguinha já está aparecendo e eu já comecei a mexer os pauzinhos para receber o bebezico em casa.  É, vamos mudar de casa e trocar de carro! Moramos numa casa que caberia a família inteira, porém pouco prática para dois bebês. Quanto ao carro, estamos certos que na primeira viagem ficaríamos do lado de fora para que pudesse entrar as tralhas malas das crianças :o)

Bom, o post era pra comunicar que nós já sabemos quem será o novo integrante da família e que nome vou bordar nas toalhinhas :o) O ultrassom foi um sucesso, comi um chocolate básico antes de entrar na sala e minutos depois já era visível, bebezico descarado :O) e bem espuleta, nao parava um minuto e graças a Deus, dentro do que se vê no ultrassom nesta fase, está tudo normal. A coisa mais fofa da mamae!
Querem saber o que é ? aguardem cenas do próximo capítulo (rs)


sábado, 17 de setembro de 2011

QUEBREI A CORRENTE

Vocês lembram da Associaçao das maes descabeladas e blogueiras?

Pois é,  eu quebrei a corrente :o/
Eu arremessei a Laura do carrinho um dia depois escrever no post que faziam 5 dias que ela nao caía.
E só agora tive coragem de escrever, nao por nada, mais porque me senti super mal na época.
Vou contar resumidamente pra voces!
Passeando com a Laura pelo Centro da minha cidade, vi que a fralda estava cheia e que era melhor trocá-la antes de chegar em casa, assim ela comeria tranquila e depois cama. Eu, numa pressa sem cabimento, depois de trocar a fralda da Laura, abri a porta do banheiro numa velocidade de um raio e o resultado foi criança sendo arremessada contra a parede sem dó nem piedade. Cadê o cinto de segurança mae?
Morri de dó e me sinto culpada cada vez que lembro da cena :o(
Ela chorou tanto e tao sentida, que saí direto para uma loja de brinquedo, afim de diminuir minha parcela de culpa. Comprei um brinquedo super fofo, que ela nem chegou a ver porque dormiu antes de ver o brinquedo. Passei o dia observando o comportamento dela, e graças a Deus nao conteceu nada.
A pressa realmente é inimiga da perfeiçao e das crianças!

Olha a surpresa que fiz pra ela quando acordou! O meu coraçao se alegrou quando ela abriu aquele sorrisao lindo e gostoso cada vez que está agradecida.
Smoby Cotoons: Casas de formas

terça-feira, 13 de setembro de 2011

11 MESES e 3 DENTES

Hoje comemoro os 11 meses da Laura! Viva, viva, viva! E seus 3 dentinhos :o)

O dentinho número 3 apareceu dia 10.09.11 no dia do aniversário da minha irma pequena. Foi engraçado, percebi quando fui colocar um pedacinho de maça na boca dela e a danada deu aquela mordida. Vi que foi diferente, e quando passei o dedo na gengiva vi o danado do dente. Tao lindo, agora está mais visível :o)

Acho que a vida passa muito rápido e depois do nascimento da minha filha, nao quero perder nada. Na verdade quero comemorar tudo, menos os tombos que ela leva (rs).
Comemoro a saúde, a alegria, a felicidade que ela nos transmite todos os dias, a bagunça da casa, o prato vazio (sinal de que ela comeu tudo!), a noite bem dormida e a mal dormida, comemoro até as trocas de fralda, sinal de que tudo está funcionando direitinho :o)
É isso, hora de refletir e deixar de lado tudo o que nao nos traz felicidade e celebrar à vida!


PRÉ-NATAL

Faz tempo que nao falo do meu bebezico né! Hoje estou com 15 semanas e 3 dias e já sei, preciso postar alguma foto :o)
Pois é, estávamos muito ocupados com a visita dos titios e de uma amiga muito querida.

No começo de setembro recebemos o resultado de um exame que serve para rastrear doenças cromossômicas, realizado no primeiro trimestre de gravidez.
Primeiro é realizada uma coleta de sangue materno e semanas depois um ultrassom para medir a translucência nucal (medida da nuca do bebê). O resultado triple screening é a uniao do exame de sangue, idade materna e medida da translucencia nucal.

Fiquei muito contente com o resultado, pois a médica me disse que o meu resultado estava normal, ou seja, baixo risco para doenças cromossômicas, que inclui Síndrome de down, Edwards, etc
Agora farei outra coleta de sangue para afastar outro tipo de doença, que se chama espinha bífida, conhecida como nanismo.

Se Deus quiser dará tudo certo, o que mais peço a Deus é que venha com muita saúde.

Mamaes do nosso Brasil e do mundo inteiro, vi uma frase que diz gravidez responsável é sinônimo de pré-natal bem feito, entao nao vamos deixar de lado.

domingo, 11 de setembro de 2011

QUASE 11 MESES

Eu podia esperar os 11 meses para escrever nao é mesmo? Mas nao consigo :o)
Estou cada dia mais apaixonada pela maternidade, mais apaixonada pela Laura, mais apaixonada por cuidar, mimar, por passar horas brincando e escutando o mesmo DVD da Xuxa e da Galinha Pintadinha.
E nao é que a danada já tenta dançar e também tenta cantar as musiquinhas? :o)
Já tenta falar várias palavrinhas e cada vez que solta uma, a mae fica boba boba. Fala n.e.n.e (neném), m.a.m.a (mamae), a.b.a (água), n.a (nao).

Um mês que nao queria que acabasse nunca, às vezes queria ter super poderes pra poder congelar o tempo, mais depois penso que seria um ato egoísta da minha parte. Mais porquê egoísta? só porque quero que ela continue batendo palminhas cada vez que me vê? ou porque me enche de carinho todos os dias e manda beijinhos sem parar? 

Acho que sou egoísta!





terça-feira, 6 de setembro de 2011

O PRIMEIRO CORTE DE CABELO

Gentemmm, já me arrependi!
Pois é, tava com um fogo danado pra cortar as pontinhas do cabelo da Laura, ela estava esquisitinho, sem forma e eu queria ele arrumadinho para o aniversário de 1 ano.

Bom, achei um cabeleireiro infantil e lá vamos nós.
Expliquei pra moça como eu queria e ela começou ... e corta daqui, corta dali ...
Pra atrapalhar tinha uns amigos do Pablo que apareceram de repente e ficaram tagarelando e eu perdi metade do corte, acho que a parte principal do corte. Eu tentava dar atençao e ao mesmo tempo tentava nao tirar o olho da cabeleireira e quando terminou a Laura parecia um menininho :o( Tive até que comprar um lacinho, que custou 1/4 do preço do corte de cabelo.
muitobravacomigomesma#
Antes
Durante
Laura se comportou direitinho, uma fofa! Esse bichinho que ela têm na boca, a mamae doida colocou dentro da bolsa, que feio né! Força do hábito, agora tenho mais um trabalho...devolver o bichinho!
Término do corte
Acho que essa moça estava mal-humorada!

Agora é torcer pra crescer o cabelo até a festinha de 1 ano

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

QUE LIVRO VOCES SAO?

Outro dia lendo o blog da uma amiga Maira, por sinal muito querida e vi que ela fez um teste na internet para descobrir que livro ela se parecia. Depois de ler o post fiquei super curiosa e resolvi fazer.

O teste se chama Que livro você é? 

Fiquei pasmada com o resultado, diz muito da minha pessoa, se bem que nao li os livros, mais como boa canceriana que sou, já deu pra perceber que o teste é bom mesmo :o)
A verdade é que muitas vezes me sinto incompreendida, parece que falo outra língua "e falo mesmo" :o) Será que é isso?
Será que desperto medo?
Nao importa! Fazer este teste despertou o desejo de voltar a ler e me alimentar de cultura. Quero que a Laura se orgulhe de mim.

Gentemmmm, sou tao complicada que nao bastou eu ser só um livro, tive que ser dois livros. Vejam só:


Você é daqueles sujeitos profundos. Não que se acham profundos – profundos mesmo. Devido às maquinações constantes da sua cabecinha, ao longo do tempo você acumulou milhões de questionamentos. Hoje, em segundos, você é capaz de reconsiderar toda a sua existência. A visão de um objeto ou uma fala inocente de alguém às vezes desencadeiam viagens dilacerantes aos cantos mais obscuros de sua alma. Em geral, essa tendência introspectiva não faz de você uma pessoa fácil de se conviver. Aliás, você desperta até medo em algumas pessoas. Outras simplesmente não o conseguem entender.
Assim é também "A paixão segundo GH", obra-prima de Clarice Lispector amada-idolatrada por leitores intelectuais e existencialistas, mas, sejamos sinceros, que assusta a maioria. Essa possível repulsa, porém, nunca anulará um milésimo de sua força literária. O mesmo vale para você: agrada a poucos, mas tem uma força única.


"O primeiro amor passou / O segundo amor passou / O terceiro amor passou / Mas o coração continua". Estes versos tocam você, pois você também observa a vida poeticamente. E não são só os sentimentos que te inspiram. Pequenas experiências do cotidiano – aquela moça que passa correndo com o buquê de flores, o vizinho que cantarola ao buscar o jornal na porta – emocionam você. Seu olhar é doce, mas também perspicaz.
"Antologia poética" (1962), de Drummond, um dos nossos grandes poetas, também reúne essas qualidades. Seus poemas são singelos e sagazes ao mesmo tempo, provando que não é preciso ser duro para entender as sutilezas do cotidiano.

Agora eu quero ler!!! Façam o teste vocês também :o)


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

A.M.D.B

ASSOCIAÇAO DAS MAES DESPENTEADAS E BLOGUEIRAS!


Hoje fazem 5 dias que a Laura nao cai e eu gostaria de dividir com voces :o)

Boa noite filhinha, sonhe com os anjinhos e amanha tem mais bagunça, amém!

CONCURSO MAMAE BLOGUEIRA

Estou participando de um concurso que se chama "Mamae Blogueira" e foi através da Francine Mekitarian, uma amiga querida, parceira de muitas conversas sobre maternidade, que conheci o trabalho da Luciana Prado.
Para o concurso tenho que falar sobre a importância que a fotografia adquiriu na minha vida após eu ter sido mae e porque eu quero uma sessao de fotos com Luciana Prado.

Olha a Francine na foto com seu príncipe!

Vamos lá!
Falar sobre a importância da fotografia após o nascimento da Laura.
A Laura foi um presente de Deus na minha vida e tudo o que está relacionado a ela é importante. Falar de fotografia e de fotografar é algo essencial para mim.  Às vezes fico pensando como seria minha vida sem registrar cada olhar, cada sorriso, cada gesto! É tudo tao especial, que nao saberia qualificar.
Mais "começando do começo" (rs) ... Como seria se eu nao tivesse registrado o nascimento da Laura ou o primeiro banho ou um pouco mais adiante,  o primeiro sorriso ou a primeira papinha e até mesmo momentos que só sao importantes para nós. Com certeza seria muito triste nao poder reviver tudo outra vez.

A fotografia me ajudou a virar uma página difícil da minha vida, "o pós-parto". Nao conseguia entender de onde vinha tanta tristeza e desânimo. Mais tentava compreender que os hormônios estavam completamente descontrolados e que tudo isso ia passar. Afinal de contas eu queria curtir o momento mais importante da  minha vida.
Uma fase que recebi muito amor e compreensao, tive o priviligéio de ser cuidada por minha maezinha por 15 dias e era ela quem fazia o papel de fotógrafa enquanto eu me adaptava à nova situaçao. Até que um dia resolvi levantar a cabeça e virar o jogo. Eu tinha tudo, uma família linda, uma câmera velha era só apertar o botao e pronto.

Além de ser como uma terapia para mim, outro motivo que me leva registrar os melhores momentos, é que tenho a responsabilidade de dividir cada etapa da vida de Laura com minha família que deixei lá em Sao Paulo. O retorno sempre foi muito positivo, um exemplo é minha mae, ela sempre se emociona e diz que conversa com Laura através das fotos, beija, aperta, mostra para as amigas, e o resultado final é uma foto toda amassada (rs). Mais nao tem problema, o mais importante é que dessa maneira eles podem acompanhar o seu desenvolvimento e fazê-la presente mesmo que ausente.
Agradeço a toda essa tecnologia, que nos dá a oportunidade de congelar esses momentos que nao voltam e levá-los pra bem longe e ainda transmitir sentimento.

Quanta coisa a fotografia me trouxe e me fez enxergar? E acredito que os benefícios nao param por aí. Tenho toda uma vida para escrever nossa história através da foto, toda uma vida para congelar imagens. Farei o possível para conservar todo esse tesouro e quando muita gente já tiver esquecido, quando muitos já nao se lembrarem das datas, dos lugares, eu farei essas pessoas se emocionarem outra vez, assim como me fazem emocionar cada vez que vejo as fotos da minha filha e tudo o que vem depois. Os meus olhos nao se cansam de ver o que o coraçao registrou.

E se nao existisse fotografia e se minha mae nao tivesse se preocupado em registrar minha infância, como eu poderia saber que a Laura era tao parecida com a mamae quando era bebê?
                                                     Mamae                               
                                                                                                  Filhinha

E quero ganhar a sessao de fotos por um simples motivo, quero um registro especial porque minha filha é especial. E porque agora carrego outra vida dentro de mim e é esse novo inquilino que já faz meu coraçao se derreter todo e que nao vai pode ficar de fora dessa história.
E quando alguma coisa me chama a atençao, meus olhos brilham e no mesmo instante meu coraçao diz: "É isso que eu quero!" E até hoje aqui na España meus olhos nao viram nem meu coraçao falou, talvez por falta de estímulo, talvez por nao gostar de nenhum trabalho, nao sei... 
E um belo dia, vendo as fotos da minha companheira Francine, os meus olhos brilharam e o coraçao finalmente falou "É isso!", "Agora quero registrar"! E aconteceu exatamente depois de eu conhecer o trabalho dessa grande fotógrafa Luciana Prado. Quero a oportunidade de reviver tudo de novamente e de uma maneira especial.

Para quem nao aguenta mais esperar essa história terminar e conhecer o trabalho dessa fotográfica, eu tenho uma boa notícia, terminei!

Clique em:  Luciana Prado, para conhecer melhor o trabalho desta artista e saber como ela transforma foto em poesia, voces nao vao se arrepender!




domingo, 21 de agosto de 2011

DE CALHAMBEQUE NOVO

A Laura já têm calhambeque novo! Ié Ié

Compramos um modelo super prático da MacLaren, uma ediçao limitada da Quest que se chama Yellow Submarine dos Beatles. Encontramos por sorte, porque esse modelo é do final do ano passado e eu nao conhecia. Quando a moça comentou que ainda tinha um, a resposta foi unânime "Nós vamos levar" (rs) ainda mais que estava em promoçao :o)
Pesa 5,5 kgs, tem capacidade até 15kgs da criança, possui 4 posições de encosto e tem um suporte extensor na perna para a posição de pernas esticadas. Tem um bolsinho bem prático atrás do encosto. Recomendado a partir dos 3 meses. E ainda vem acompanhado de casulo para inverno, capa de chuva e forro dupla-face.




Segurança antes de comprar o carrinho de bebê

O que os pais devem priorizar ao escolher o carrinho do bebê é a segurança. O cinto é o primeiro item a observar. Ele não pode ser de apenas dois pontos, deixando a criança presa só pela barriga. Deve ter três pontos ou mais, para segurar bem.

O freio do carrinho deve estar nas duas rodas traseiras. O assento ideal precisa ter mais de 28 centímetros de largura, para garantir estabilidade quando a criança se balançar. Peças metálicas devem ser evitadas, porque elas esquentam e podem queimar o bebê. Cumprindo esses aspectos, o carrinho é considerado seguro - o que pode deixá-lo mais caro a partir daí é o conforto que oferece. "Mas o ponto chave é ler atentamente o manual", alerta Ana. "Ali constam o peso máximo, as instruções para montar o produto corretamente e as orientações para abri-lo e fechá-lo. Ao evitar o mau uso, o pais previnem acidentes.

Ps:. Já estreamos o calhambeque e é tudo de bom, super recomendo!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Ô INJUSTIÇA!

Eu ando um pouco estressada ultimamente...
Humm, prometi nao mentir...
Eu ando muito estressada ultimamente.
Cansada de só a mamae pode ou só a mamae sabe (acho que é cultural).
Cansada de só a mamae pode trocar fralda...
Uma pausa para este assunto!

Aqui na España só existem fraldários com entrada para o banheiro feminino e em todos os restaurantes o trocador de fralda se encontra em qual banheiro? NO FEMININO! Ou seja, enquanto o papai bate um papo e toma um vinho, a mamae se distrai em outro lugar.
Serao machistas os espanhóis?
Ô injustiça!

E quando a Laura crescer e tiver que sair com o papai sozinha, ela vai ter que ir no banheiro masculino? esse lance de banheiro público e higiene me incomoda um pouco. Como voces fazem quando saem de casa? Vocês sao do tipo que trocar é coisa de mulher (nao que meu santo marido pense dessa maneira, coitado...mais que nao troca fralda, nao troca!) (rs)
Eu sou do tipo que a mamae merece relaxar um pouco quando sai de passeio e que as tarefas podem sim ser divididas. Só um desabafo gente, é que já estou pensando ao quadrado :o)

domingo, 14 de agosto de 2011

PROMOÇAO DIA DOS PAIS PAOLA DA VINCI

E A GANHADORA É:

Euzinha gente! Josie Gonçalves – @negasarara

O Pablo realmente é um homem de sorte e eu mais ainda kkk, nao gastei um tostao no presentao do marido.
Agora fala sério! É a primeira vez que ganho alguma coisa, nunca ganhei um sorteio, rifa, nem bingo na casa da tia de fim de semana e o primeiro concurso que ganho, o presente nem é pra mim?
Mais você merece vida! Te amo cada dia mais com caramelinhos!

Agora quero dedicar um super dias dos pais para a minha maezinha, que exerceu os dois papéis como uma verdadeira guerreira e graças a ela todos os filhos sao filhos de bem. Maezinha você é o meu orgulho, o amor que sinto pela senhora nao cabe dentro do peito.

Já o meu pai que mora lá longe no Maranhao, é homem trabalhador e honesto, genioso e barrigudo e muito divertido. Lembro da última vez que nos vimos há 2 anos atrás, foi o ano que ele conheceu o Pablo. Nos divertimos muito e tenho fotos para recordar. E o que mais me orgulhou desse encontro, foi ver que ele continua o mesmo, o mesmo atrapalhado com os assuntos da vida mais muito boa gente.
Hoje pensando nele, lembrei do dia que o levei ao médico... pra quem conhece, ele é bem caipirao, morava numa casinha em Sao Paulo e criava de tudo, gato, cachorro, coelho, galinha, papagaio, passarinho e até peru.
Enfim, no fim da consulta terminou ele olhou para o médico e disse: "Muito obrigado seu doutor, o senhor é muito simpático vou trazer um peru pro senhor, o doutor aceita? E eu sem acreditar, dei um belo de um cutucao e disse: "PAI?". (rs)
O seu Ari é assim, simples assim...TE AMO MUITO PAI.




sábado, 13 de agosto de 2011

MEU CHICLETE COM 10 MESES

Hoje tá fazendo 10 meses!
É só pra nao passar em branco filha.
O amor da mamae por voce só cresce a cada dia...

Vou explicar porque chiclete meninas! Percebi que a Laura tá um grude comigo, nao sei se é fase? Já tem mais de uma semana que ela ganhou essa apelido e espero que seja passageiro, porque me imagino com um barrigao enorme e a criança pedindo colo.

Tirando alguns contratempos, foi um mês super bonito, porém cansativo. Agora o chiclete desembestou engatinhar, nao dá sossego. Ela também se apóia em qualquer coisa, sofá, cadeira, parede, guarda-roupa. Mais é bunda mole, nao tem coragem de dar o primeiro passo sozinha.

Lembro que no blog da Fe (Pra voce Antonio), ela escreveu alguma coisa sobre NAOs.
Eu acho que eu nunca falei tanto NAOs na minha vida, é um tal de Laura NAO, NAO nao mexe, já disse que NAO, NAO meninaaaa! E Nao é que ela aprendeu a dizer nao com a cabeça. A mamae fala "NAO" e ela ja mexe a cabecinha. Safada da mamae!

Aprendeu a indicar com o dedinho...eu gostei desse aprendizado, nao é agressivo, nao quebra, nao desarruma...diferente de outros.
Ah! E 8 dias depois de aparecer o primeiro dentinho (18/07), apareceu o segundo (26/07).
E nao é que ela pensa que já pode comer qualquer coisa...maça ela nao quer amassada, só quando corto em fatias e pera também.
E para comemorar o 10 mesaniversário, a mamae deu melancia hummmmm, refrescante! Posso pular a parte da sujeira? Pulei.





ESTOU BEM ACOMPANHADA

Sou uma mamae blogueira!

Entrar nesse mundo bloguístico tem sido uma experiência incrível, uma aventura deliciosa. O blog me aproximou dos amigos e os amigos de mim, me trouxe amizades, pessoas especiais que juntas trocamos experiências. Eu ainda estou engatinhando e acho que aprendo mais que divido.
Tenho encontrado tanta mamae inteligente, bem preparada e informada, despachada e divertida e mesmo sem elas saberem ou me conhecerem pessoalmente, eu aprendo muito. Ah! Também me emociono com muitos posts, dou risada, gargalhadas e reflito muito sobre cada tema apresentado.

Quando cheguei aqui na España, queria escrever a minha história, e o público alvo era minha família e amigos, com um único objetivo de trazer eles pra juntinho de mim. E eu fui deixando a rotina me consumir e lembro que minha frase preferida era: "Nao tenho tempo pra nada!" E o blog ficou em segundo plano e continua coitado. E algumas vezes eu nao tinha tempo mesmo, porque vejam só: eu casei, viajei, engravidei, tive filho, mudei de casa e isso tudo em 2 anos. Ufa!

O estímulo para o segundo blog veio através de uma amiga muito querida (Fran, é voce mesma) e entre nós sempre existiu muita cumplicidade e resolvi contar sobre o fantástico mundo louco da maternidade. Deixar registrado minha vida como mae nao é tao fácil assim, quando escrevo, escrevo porque sinto e seria incapaz de escrever por escrever. Tem que sair de dentro.
E outra coisa, sou ruim pra caramba nessa coisa layout, é um tal de adicionar gagets, criar nao sei o quê, twitar e retwitar, o dia que eu fizer um sorteio "Jesus", vou ter que fazer um curso antes, senao o público vai me jogar tomates e vejo que aqui o pessoal capricha mesmo. Eu ainda chego lá!
Por enquanto eu vou tentando deixar ele pelo menos legível, e sei que falta muiiita coisa. Mais também nao posso deixar ele em construçao, porque seria uma reforma como essas de casa, que demora anos pra ficar pronta (rs), entao melhor deixar assim e se alguém tiver algum pedreiro bom pra arrumar minha casinha, que nao cobre caro, eu aceito! Eu tenho um orgulho do meu barraco, ele foi construído com minhas próprias maos e com muito carinho. Espero um dia poder convidar os amigos pra conhecer meu novo barraco, mais confortável e melhor distruibuido. Com certeza vai rolar um chocolate quente, acompanhado de churros e biscoitinhos. Hum, deu fome!

O que eu estava escrevendo mesmo? Ah...lembrei! Escrever para um público mesmo que pequeno, é muito bom, nao consigo explicar a sensaçao. É como se tivesse numa roda de amigas, contando o que aconteceu, ou lembrando de histórias passadas. Muitas vezes rio sozinha, muitas vezes nao sei por onde começar, muitas vezes atropelo idéias, mais acho que isso é normal numa roda de amigas.

Quero viver intensamente nesses dois mundos e continuar dividindo e aprendendo. Sou feliz por ter uma família maravilhosa aqui comigo e por ter esta outra  família  a Motherfera :o)
Obrigada Fran mae do Henriquinho, mae do Antônio e Angi lá do Sul do nosso Brasil mae do Antônio (Tonico) para os íntimos.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

ESQUISITICES

Estar grávida é uma bençao, ser mae é uma dádiva ... mais proquê (como diz minha vozinha) meu pé cresceu um número depois que a Laura nasceu?

Eu ainda tinha esperança de estar com o pé inchado e que depois que eu voltasse ao peso inicial TUDO voltaria mais ou menos ao normal.
Mais nao foi assim g e n t e m, ele cresceu mesmo. Meu marido diz que estou louca, que eu comprava número errado. Eu estaria muito louca mesmo, fora de si, pirada, tam tam ... se em 2 anos que vivo aqui tivesse comprado todos os sapatos errado (marido nao sabe de nada mesmo, muito menos de sapato feminino).
Agora falando em número a mais? Isto significa que agora eu uso 2 números a mais? Ou seja, eu saí do Brasil calçando 36, cheguei na España calçando 37 e agora eu estou no 38-39 ?
Meu Deus!!! Espero que essa esquisitice toda pare por aqui :o)


quarta-feira, 10 de agosto de 2011

GRÁVIDA? OU GORDINHA?

Completei 10 semanas UHUUU!

A barriguinha já tá aqui, na verdade ela nunca se foi! Na gravidez passada eu fiz o favor de engordar 16 kg e achava que iria perder durante a amamentaçao. Porém, nada disso aconteceu.
Demorei 9 meses pra voltar ao meu peso, herdei uma barriguinha geléia  saliente e quando estava comemorando a casa dos 50 outra vez, foi quando descobri que estava grávida novamente (eeeeeeeh!)
Pausa pra outra comemoraçao! (rs)
A história é que estou naquela fase que às pessoas nao sabem se estou grávida ou se é gordura mesmo.
Ô fase! O povo olha, olha e olha e claro que nao se atrevem perguntar. Pra quê? se já sei o que estao pensando!!! Tô gordinha e grávida, e daí?

O mais intrigante do segundinho, é que parece que dormimos sem barriga e acordamos com uma barrigona de 5 meses no dia seguinte. Mais prometi a mim mesma que essa gravidez vai ser diferente, vou me cuidar mais e me alimentar melhor.

Gordurinha indesejada, sai desse corpo que nao te pertence!



ABRACADABRA

Estamos de volta!
Tanto sumiço têm uma boa explicaçao como tudo na vida! Chegada dos titios Jairo e Carol na España.
Uma delícia de visita! Mais agora eles foram dar uma volta por alguns lugares da Europa e depois voltam pra gente outra vez. Vou contar um segredinho...eu dei uma abusada neles esses dias, mais eu mereço né!?

Sem contar que o nosso verao tem sido idas e vindas da casa da vovó Mari, na cidadezinha de Valencia de Don Juan.

Casa da vovó é tao bom, a mamae aproveita porque nao é a casa dela kkk


sexta-feira, 29 de julho de 2011

TENHO UMA "PABLO PICASSO"

Nasce uma artista!
Eu que gostava de conservar o chao limpo, a casa limpa, tudo limpo. Agora vejo isso está bem longe, mais bemmm longe ...
Agora a Laura resolveu pintar o chao com a própria baba, ela trabalha enquanto engatinha e depois com o dedinho da mao direita faz vários desenhos no chao. Depois espera secar, e vai pra outro lugar e assim várias vezes. Fica exposto pra quem quiser admirar a sua obra de arte, bem nojentinha por sinal!

Pano de chao na obra de arte nojentinha!

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O PARTO

E o parto? Ah! o parto :o)

No finalzinho, o parto ganha o seu protagonismo, só pensamos nele e milhoes de medos invadem nossa cabeça. Será que vai doer, a bebê vai nascer bem? eu vou ficar bem? E outro medo que tive foi,  como será o parto nos hospitais daqui?
E aqui eles dao preferência ao parto normal e só no último caso eles fazem cesárea.
Na cidade onde eu moro só tem um Hospital Universitário e a maioria escolhe ter o bebê lá, porque é considerado um bom hospital e porque tem mais recursos que um hospital particular nao têm.

Entao quando engravidei, já sabia onde teria o bebê! No fundo eu nao queria, pois sempre pensei que nesse dia é tao importante ter privacidade, receber um atendimento individualizado, nao ter muita movimentaçao no quarto, receber suas visitas e nao as visitas do vizinho.  Confesso que fiquei um pouco decepcionada.
Voltando ao assunto parto ... acho que no fundo eu queria um parto normal, porém o diagnóstico de CIUR (crescimento intra-uterino retardado), era um ponto de interrogaçao. Podia ser que sim e podia ser que nao.

Eu tinha lá minhas dúvidas, já nao acreditava no que me diziam, como a maioria dos médicos, falam muito pouco e aqui quase nada. Entao eu ficava com aquela dúvida e o medo só aumentava. Contar o que sentia parecia bobeira, porque às pessoas pareciam nao me entender, acho que que todos estavam bem preocupados e nao queriam transmitir, e a forma que encontraram era fingir que estava tudo bem.
Eu completava 40 semanas no dia 10.10.2010, sendo que eu já estava em observaçao desde o início de setembro, caso ela deixasse de vez de ganhar peso. Eu fiz direitinho o repouso, mesmo porque meu único desejo era que a placenta nao parasse de funcionar e que chegasse pelo menos parte do que eu comia. E para minha surpresa ela engordou no último mês, porém o último ultrassom foi preocupante, porque ela passou de um percentil 10 para um percentil 3 e entao resolveram me internar.

Internei no dia 13.10.2010 às 8 horas da manha.
Me acompanharam até o quarto e parecia tudo tranquilo, tomei café da manha e fui para a sala de pré-parto. Lá eles colocaram uma medicaçao para induzir o parto e explicaram que eu começaria a sentir contraçoes irregulares.

Estava monitorizada o tempo todo, entao tinha pouca mobilidade (o que era chato), teria que pedir ajuda para levantar, sentar, ir ao banheiro, etc. A equipe médica e de enfermagem bem, sempre com um sorriso no rosto e demonstrando prontidao para o que fosse necessário.

As horas foram passando e as contraçoes aumentaram, mais sabia que nao eram suficientes. O meu marido se revezava com minha sogra e minha cunhada. Quando as dores aumentaram eu nao queria mais ninguém, só o meu marido. E a tao famosa contraçao foi sentida às 17h, quando pensei em desistir (rs).
Eram irregulares e muito dolorosas.

A equipe continuava com o sorriso no rosto e eu com um sorriso amarelo. Perguntava se estava tudo bem com o bebê e sempre respondiam que sim, que estava tudo bem.

Às 19h eu já chamava minha mae, tadinha! E nao é que apareceu  um médico, sabe Deus de onde saiu aquele homem, nao se identificou, nao conversou comigo. Quando vi que ele ia me examinar, pedi pelo amor de Deus que esperasse um pouco, que estava vindo outra contraçao, e ele nem "chum". Me examinou de uma maneira tao grosseira que vi estrelas e no final disse que eu nao tinha nem 1 cm de dilataçao e que a minha dor nao era pra tanto. Quem é ele pra saber da minha dor, me deixaaa!!! Administraram um analgésico intra-muscular que nao fez nem cócegas.

Às 21:40h eu já nao podia suportar e pedi que por favor viessem me avaliar e que administrassem a bendita epidural. Entao veio uma médica, a mesma que colocou o medicamento para induzir o parto pela manha e olhou para a enfermeira e disse 8.

Eu, 8!!!! 8 O QUÊ?? O sorriso amarelo era meu e deles. sairam de fininho dizendo que iam buscar a epidural. Pedi pro Pablo verificar o que estava acontecendo, pois eu havia sido orientada que eles colocariam a epidural com 2 ou 3 de dilataçao. Será que eles estavam mentindo pra mim?  "Pô! o dia inteiro no hospital e gentileza pra cá e pra lá e no final comerem bola? Alguém me perguntou se eu estava preparada para um parto sem anestesia? NAO!

Às 22h troca de plantao (é muito azar, né!) e entra uma enfermeira obstetra, me examina e diz 10. Empurra mamae, sua filha vai nascer. E ainda pensei, será que nao dá pra dar uma amenizada antes nas contraçoes (rs), que bobinha inocente.

Agora eu, euzinha...que fiz todos os cursos pré-parto e imaginava a coisa bem diferente, nao sabia que em meio às contraçoes eu ainda teria que segurar minhas pernas e empurrar como nossas avós empurraram.
Quando ela viu que Laura já vinha ao mundo, me passou para o pré-parto e pediu pra eu fazer toda força que eu pudesse, quando chegou uma residente perguntando se podia fazer o parto!!! A enfermeira disse que simmmm e eu ainda tinha que esperar a bonita se trocar. O quê? pois juntei todas as forças que eu nao tinha e às 22:40h coloquei minha filha ao mundo. Esperar quem? kkk
Ela nao gostou, mais devia ter perguntado pra aquela  mae que recebeu anestesia, nao a mim que já estava há mais de 12 horas. Laura veio com o cordao no pescoço e recebi muitos pontos. Nao conseguia parar de pensar na minha bonequinha, mais também nao conseguia parar de pensar no médico que nao soube respeitar o momento mais importante e especial da minha vida. O nascimento da minha filha! 

Diante de um parto cheio de tropeços, eu escolho com certeza o momento que minha filha nasceu, o momento que a colocaram nos meus braços e eu a abracei. Neste momento o mundo era só nosso. Eu já começava a provar do verdadeiro amor! O papai esteve ao meu lado em cada instante, e nao esqueço dos olhos do Pablo olhando pra Laura. Foi especial!

Eu gostaria que tivesse sido diferente, mais nao foi. Espero contar outra história no próximo parto. E espero que um dia os profissionais da área da saúde tenham sensibilidade e compromisso com o próximo e chega dessa história que toda primigesta ou mae de primeira viagem como queiram chamar, necessitam de menos atençao. O parto até pode demorar mais, a mae reclamar mais... porém a atençao tem que ser a mesma pra todas, seja mae de segunda, terceira ou múltipla viagem. É isso!

Perguntas que nao querem calar...

Quando têm que romper a bolsa?
Num diagnóstico de CIUR, o melhor é parto cesárea ou pode ser o normal?
Porque nao colocaram a epidural, já que meu parto foi programado?
Era realmente necessário dar o complemento com um peso de 2420g?

Agora que vou ter o segundo, a coisa vai ter que mudar! Senao boto a boca no mundo!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...